• RIO GRANDE DO SUL
    (51) 3785-4944
  • SANTA CATARINA
    (48) 4042-2779
  • PARANÁ
    (41) 4042-3009
  • SÃO PAULO
    (11) 3042-3949
  • (51) 98189-0833
BLOG

ENTREGA E ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM TODO BRASIL.
CONDIÇÕES ESPECIAIS NO TELE-VENDAS

COMO GERENCIAR OS VAZAMENTOS DE ÓLEO DAS SUAS EMPILHADEIRAS

21 de julho de 2017
Empilhadeiras

Os lubrificantes tem como principal função REDUZIR O DESGASTE das peças, nas EMPILHADEIRAS elas preservam o motor a combustão, a transmissão, o diferencial, todo o sistema hidráulico como a bomba hidráulica, comando hidráulico e válvulas. Nas empilhadeiras elétricas o lubrificante do redutor preserva também as engrenagens coroa e pinhão e os rolamentos. Assim fica claro da sua importância.

Exatamente devido a toda essa importância que o vazamento de óleo em empilhadeiras é uma situação que precisa ser resolvida com urgência para preservação do equipamento, evitar desperdícios de lubrificantes e mão de obra para reabastecimento. Se não bastasse isso ainda tem fatores ambientais e danos ao ambiente, como contaminação do piso que também pode gerar acidentes.

Agora como gerenciar esses vazamentos?

  1. Operadores bem treinados: Os operadores precisam estar informados sobre a importância deles nesse processo. Eles possuem o maior tempo de contato com equipamento, então podem identificar de maneira mais rápida o início do vazamento e reportar aos gestor de manutenção.
  2. Quando um vazamento é identificado o equipamento precisa parar de operar o mais rápido possível e um TÉCNICO ESPECIALIZADO EM EMPILHADEIRAS precisa fazer a avaliação e identificar qual lubrificante está vazando, porque está ocorrendo esse vazamento na empilhadeira e qual o procedimento para sana-lo.
  3. KPA (kit de proteção ambiental), esses itens servem para a contenção e absorção adequada dos lubrificantes derramados. Alguns dos itens são mantas e travesseiros absorventes.
  4. EPIs (equipamento de proteção individual), a norma que regulamente os EPIs é a NR-06, da Portaria nº 3.214/78 MTB. Segundo essa norma a empresa é obrigada a fornecer ao colaborador o EPI adequado ao risco.
  5. Para limpeza do ambiente contaminado, utilize os EPIs adequados e o Kit de proteção ambiental, no caso da contaminação do solo, utilize os travesseiros absorventes e depois descarte-os de forma adequada.
  6. O descarte desses lubrificantes precisa ser efetuado de forma adequada. A Resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) nº 362/2005, art. 17, inciso II, garante ao consumidor o direito de exigir do revendedor do qual comprou o óleo lubrificante que esse efetue gratuitamente a troca do óleo lubrificante em instalações adequadas e licenciadas pelo órgão ambiental competente. Verifique se seu prestador de serviços na manutenção das empilhadeiras executa esse trabalho de descarte de forma adequada. É seu direito exigir que ele faça essa tarefa gratuitamente e que comprove o descarte adequado.

Nós da MOVIMAK nos preocupamos com a preservação das suas empilhadeiras e estamos comprometidos com seu objetivo de reduzir os custos e extrair a máxima performance dos equipamentos. Então para fugir desse problema de vazamentos de óleos nas empilhadeiras, a melhor forma é manter em dia as manutenção preventivas e ter agilidade nas manutenções corretivas.

Compartilhe:

Nossos
CLIENTES

Entre em contato, tire suas dúvidas!