• RIO GRANDE DO SUL
    (51) 3785-4944
  • SANTA CATARINA
    (48) 4042-2779
  • PARANÁ
    (41) 4042-3009
  • SÃO PAULO
    (11) 3042-3949
  • (51) 98189-0833
BLOG

ENTREGA E ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM TODO BRASIL.
CONDIÇÕES ESPECIAIS NO TELE-VENDAS

Conheça a evolução da empilhadeira ao longo dos anos

28 de novembro de 2017
Empilhadeiras

O início da Revolução Industrial é uma marco de significativas mudanças na história mundial. Seja para a indústria, economia ou tecnologia, portanto é preciso compreender como o princípio da modernização e do capitalismo foram fundamentais para moldar o mundo que existe hoje.

Seria impossível deixar de falar de como o processo produtivo foi alterado em seu núcleo com a inserção de formas de trabalho mais ágeis e lucrativas. Um dos equipamentos mais recorrentes em armazéns e centros de distribuição foi apenas um prospecto e passou por diversas modificações para se tornar a empilhadeira em operação atualmente.

Por essa razão, este artigo vai visitar o passado e contar como transcorreu a evolução da empilhadeira e como esse item se tornou um recurso fundamental.

Do princípio até 1920

Os primeiros equipamentos utilizados para transportar embalagens eram muito diferentes das empilhadeiras atuais. Registros antigos documentam a utilização de veículos rudimentares dotados de plataformas para a movimentação de cargas no final do século XIX e início do século XX.

Nos anos seguintes foram introduzidos veículos que combinavam partes de tratores, um assento e volante para o motorista sobre o motor, com elementos de caminhões, como a carroceria de madeira para levar materiais. Essa criação ficou conhecida como trucktractor, literalmente um caminhão trator em inglês.

Durante a década 1920

Embora os veículos chamados de trucktractor tenham obtido sucesso na época eles ainda estavam desprovidos da capacidade de elevar caixas. Esse problema foi resolvido pela companhia Clark em 1924 com a criação do truck lift, ou caminhão elevador. O primeiro modelo, nomeado Duat, possuía com três rodas, era movido à gás e tinha capacidade de erguer 750 kg.

As versões seguintes eram equipadas de elevador hidráulico para movimentação vertical. Com o tempo, a segurança também passou a ser uma preocupação o que motivou a adoção de adesivos de segurança nos veículos e o primeiro protetor de carga.

Após a Segunda Guerra Mundial

A partir de 1945, ocorreu um acelerado crescimento tecnológico, tanto nos Estados Unidos como na Europa, o que propiciou a evolução da empilhadeira. Durante esse período a empresa Yale Materials Handling, criada em 1868 e até hoje uma das principais fabricantes, introduziu diversas modificações como máquinas movidas a diesel, motores mais resistentes a calor e as primeiras empilhadores de contrapeso.

Esse período foi importante para o desenvolvimento de novos modelos de veículos, tornando seu uso popular em outras áreas. A indústria química, por exemplo, foi beneficiada com a inclusão de equipamentos capazes de movimentar cilindros e tambores e garantir a segurança do transporte.

As décadas de 1960 e 1970 foram marcadas pelo lançamento de empilhadeiras elétricas para a indústria. Os motores de combustão interna já eram consolidados como favoritos, mas não contavam com melhorias de design e ergonomia.

No século XXI

A presença desse equipamento não se limita somente a movimentação de carga, mas aos aspectos de segurança. A utilização do cinto de segurança para os operadores já era um aspecto obrigatório e a ideia foi disseminada entre os fabricantes mais importantes, como a Toyota, Kion e Mitsubishi.

Em 1990, os veículos da Clark deixavam a fábrica para os clientes com um manual chamado o Guia do Empregador para Segurança em Manuseio de Materiais. Entre outros tópicos, apresentava medidas de segurança para o operador, manutenção preventiva da máquina e cuidados para a correta manipulação do veículo dentro de armazéns e fábricas.

O que o futuro reserva

É um processo natural se reinventar e progredir em direção a algo novo. A história da evolução da empilhadeira prova que existem pesquisadores focados em criar melhores soluções para o futuro. Os recentes avanços tecnológicos e o aumento da viabilidade econômica foram capazes de propiciar protótipos de empilhadeiras que são automaticamente guiadas, via sistemas de computadores.

Com o apoio de softwares de navegação, programas que controlam os movimentos do veículo com base no layout do armazém, é possível fazer com o deslocamento entre os corredores ocorra de maneira precisa. A ordem de movimentação da empilhadeira é feita através de um programa que estabelece a sequência de trabalhos a serem realizados, como carga e descarga de produtos em horários específicos.

Gostou de conhecer momentos históricos sobre empilhadeiras? Aproveite para compartilhar nosso conteúdo nas suas redes sociais.

Compartilhe:

Nossos
CLIENTES

Entre em contato, tire suas dúvidas!