• RIO GRANDE DO SUL
    (51) 3785-4944
  • SANTA CATARINA
    (48) 4042-2779
  • PARANÁ
    (41) 4042-3009
  • SÃO PAULO
    (11) 3042-3949
  • (51) 98189-0833
BLOG

ENTREGA E ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM TODO BRASIL.
CONDIÇÕES ESPECIAIS NO TELE-VENDAS

Entenda a importância da manutenção preventiva de equipamentos

11 de dezembro de 2017
Gestão de Frotas

Manter um negócio operando com produtividade é uma das grandes responsabilidades confiadas ao setor de logística e uma das melhores estratégias para se alcançar tal objetivo é a realização da manutenção preventiva de equipamentos.

Um gestor eficiente sabe que os equipamentos são essenciais para o cotidiano da empresa e não tê-los em perfeitas condições pode comprometer sua produção e rentabilidade.

Nesse contexto, o presente material se mostra relevante e essencial para gestores que buscam aprimorar a qualidade do serviço logístico, evitando rupturas na produção e na entrega de suas mercadorias. Por isso, não deixe de acompanhá-lo até o fim! Acompanhe e tenha uma boa leitura!

O que é manutenção preventiva?

Conforme dito, manter uma empresa trabalhando em alto nível é um grande desafio e os equipamentos são elementos fundamentais para isso. No entanto, para que eles funcionem corretamente, devemos analisar três fatores:

  • existência de equipamentos adequados às operações;

  • operadores treinados para manusear as ferramentas;

  • manutenção preventiva em dia.

Mas, o que vem a ser uma manutenção preventiva? Trata-se de um procedimento que visa prever problemas, isto é, se antecipar a alguma possível falha que possa ocorrer e comprometer a vida útil do equipamento.

Em geral, é feito um cronograma de manutenções e as intervenções são programadas e executadas antes mesmo do equipamento apresentar algum defeito.

Para que fique claro, no cotidiano do setor de logística existem inúmeros equipamentos importantes, dentre eles as empilhadeiras. Uma manutenção preventiva nessa ferramenta de trabalho envolve diversos detalhes, como:

  • lubrificação — troca de óleo e água do motor;

  • limpeza do radiador;

  • reaperto de conexões das mangueiras;

  • aperto das rodas;

  • verificação de folgas nas colunas de elevação.

Enfim, todos esses cuidados evitam uma série de problemas, como o aquecimento de válvulas, perda de eficiência, além de, é claro, gastos com manutenções emergenciais e corretivas — bem mais caras que a preventiva.

Quais as diferenças entre manutenção preventiva, corretiva e preditiva?

É imprescindível entender as diferenças entre os três principais tipos de manutenção, pois isso contribui para que o gestor avalie suas necessidades e planeje suas manutenções da forma que traga maiores benefícios para sua empresa.

A manutenção preventiva, conforme visto, é aquela realizada com o intuito de prevenir falhas nos equipamentos, identificando, por exemplo, problemas na mangueira elétrica de um equipamento antes que ela se rompa. Ou seja, o objetivo é evitar que o equipamento fique parado e sua substituição ocorra antes do prazo.

Por outro lado, a manutenção corretiva é aquela executada após o equipamento apresentar algum problema. Isso quer dizer que ela é feita para corrigir o defeito que já existe e, em razão disso, costuma ser mais cara e prejudicial ao negócio, já que o equipamento fica inoperante.

Já a manutenção preditiva possui algumas semelhanças com a preventiva, no entanto, a principal diferença é que ela considera uma análise da situação dos componentes das máquinas e costuma monitorar o seu estado real de conservação.

Por que investir em manutenção preventiva?

Em uma breve análise, você já é capaz de entender que as manutenções preventivas são essenciais para o desenvolvimento de seu setor. Aliás, as empresas que não tomam esse tipo de cuidado, acabam enfrentando problemas com os equipamentos quando mais precisam, afetando consideravelmente sua produtividade.

Ainda assim, para que fique clara a sua importância, reunimos os principais benefícios de se investir em manutenção preventiva. Acompanhe:

Reduz custos

Um dos maiores objetivos de qualquer negócio, a redução de custos é uma consequência direta das manutenções preventivas. Isso ocorre porque, além de ser mais barata do que as demais, ela pode ser considerada um investimento.

Com equipamentos devidamente vistoriados, os problemas e falhas tendem a diminuir. Desse modo, a economia está associada não só ao custo do processo, como também à redução da necessidade de correções emergenciais.

Reduz riscos de acidentes

Acidentes de trabalho representam um grande problema para qualquer empresa e uma das causas para esse tipo de sinistro é justamente a falta de manutenção nos equipamentos. Portanto, investir em manutenção preventiva é também uma maneira de proteger seus colaboradores, dando a eles condições seguras para exercerem suas atividades.

Aumenta a vida útil das máquinas

Ao realizar manutenções preventivas periódicas, suas máquinas e equipamentos têm sua vida útil ampliada. Obviamente, a estratégia de evitar que problemas e falhas surjam contribuem para que o funcionamento e a validade do equipamento sigam as diretrizes informadas pelo fabricante.

Como economizar com manutenção preventiva de equipamentos?

A manutenção preventiva, conforme enfatizado, é uma técnica com o menor custo, além de ser mais eficiente e benéfica para seus equipamentos. No entanto, o processo pode se tornar ainda mais barato quando se adota estratégias inteligentes.

Por essa razão, finalizando este post, trouxemos algumas dicas para que sua empresa consiga executar manutenções preventivas economizando recursos. Observe:

Planeje adequadamente

Qualquer procedimento de manutenção deve ser pautado em um planejamento eficiente e alinhado às necessidades e objetivos de sua empresa. Isso quer dizer que o índice de disponibilidade do equipamento para uma determinada situação deve ser considerado.

Nesse sentido, no caso de uma empilhadeira, por exemplo, se o índice estiver abaixo de 90%, é prudente que a manutenção preventiva seja realizada com urgência.

Contrate uma empresa especializada

A terceirização do serviço de manutenção de equipamentos é, de fato, uma alternativa muito interessante para o setor de logística. Afinal, com tantas obrigações e prazos a cumprir, é inteligente repassar essa responsabilidade a empresas qualificadas e experientes no serviço.

Ademais, é oportuno frisar que um bom contrato de manutenções deve englobar não apenas procedimentos preventivos, como também os preditivos e corretivos. Com isso, o risco e as despesas serão de responsabilidade da contratada.

Ao longo deste material você observou que os equipamentos são essenciais para o dia a dia da empresa, simplificando o trabalho e tornando os processos mais ágeis e eficientes.

Entretanto, assim como o capital humano, as máquinas precisam de cuidados e é nessa hora que a manutenção preventiva se mostra imprescindível para o sucesso de seu negócio. Portanto, não corra riscos desnecessários e assegure a plena operação da logística de sua empresa!

Se você achou este material interessante e quer ter acesso a todos os nossos conteúdos em primeira mão, não deixe de assinar a nossa newsletter!

Compartilhe:

Nossos
CLIENTES

Entre em contato, tire suas dúvidas!