• RIO GRANDE DO SUL
    (51) 3785-4944
  • SANTA CATARINA
    (48) 4042-2779
  • PARANÁ
    (41) 4042-3009
  • SÃO PAULO
    (11) 3042-3949
  • (51) 98189-0833
BLOG

ENTREGA E ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM TODO BRASIL.
CONDIÇÕES ESPECIAIS NO TELE-VENDAS

EPI para empilhadeira: dicas de segurança durante o processo

18 de outubro de 2017
Gestão de Frotas

Quase toda indústria, fábrica, armazém ou centro de distribuição precisa movimentar produtos e insumo entre os seus setores e a forma mais eficiente e prática é por meio de veículos próprios para isso. Apesar de reduzir os esforços físicos que o profissional teria que fazer se o trabalho fosse manual, ainda assim, as atividades oferecem alguns riscos e precisam seguir procedimentos, cuidados e o bom uso de equipamentos de proteção (EPI para operador de empilhadeira).

E é justamente sobre isso que vamos abordar neste post. Afinal, você sabe quais são os EPIs recomendados para essa função e qual o impacto do uso correto deles na segurança do profissional? Então, continue a leitura até o final e tome nota das dicas a seguir. Podemos começar?

Saiba quais os principais tipos de EPI para operador de empilhadeira

Antes de tudo, é importante listar quais são os tipos de EPI para operador de empilhadeira obrigatórios na atividade, tanto para quem opera a máquina quanto para quem circula no ambiente. São eles:

Óculos de segurança

Este EPI para operador de empilhadeira tem como função principal garantir a segurança dos olhos da pessoa, sem interferir na qualidade e nitidez de sua visão. Além de acidentes mais graves, como perfurações e pancadas, os óculos protegem os olhos de partículas, fragmentos e poeiras indesejáveis.

Protetor auditivo

Outro EPI para operador de empilhadeira igualmente importante e obrigatório para a segurança do profissional é o protetor auditivo. Afinal, em geral, os ambientes operacionais expõem os ouvidos à estrondos e barulhos constantes, o que pode contribuir para doenças e até a reduzir a capacidade de audição.

Por isso, o EPI é obrigatório nesses ambientes e deve ser utilizado durante todas as operações. Vale ressaltar que esses equipamentos são simples e não isolam 100% da capacidade de ouvir outros sons ao redor, diferentemente dos abafadores, que também é um EPI, porém é mais indicado para ruídos ainda mais altos.

Capacete de segurança

Todo operador de empilhadeira, assim como qualquer outra pessoa que circule pela planta operacional, deve estar obrigatoriamente usando o capacete. Sem dúvidas, é um dos EPIs mais necessários e eficientes em casos de acidentes, capaz de proteger toda a parte superior da cabeça contra pancadas, choques, quedas e batidas mais fortes.

No caso do operador de empilhadeira, ele se torna ainda mais indispensável, tendo em vista que o equipamento movimenta itens e produtos de todos os tipos, normalmente no sentido vertical, o que aumenta os riscos de queda.

Luvas de segurança

O operador de empilhadeira quase sempre tem contato com os produtos e, em alguns casos, o manuseio deles é necessário. Para evitar acidentes, cortes, queimaduras e contaminação, as luvas de segurança são o EPI mais indicado e recomendado para essa utilização.

Botas fechadas

Por fim, a bota de segurança é mais uma indicação de EPI para operador de empilhadeira. Afinal, esse equipamento possibilita proteger os pés, dedos e tornozelos. Além de contar com solados próprios e resistentes para os terrenos de indústrias, também é revestido com aço para evitar cortes e esmagamentos.

Veja a importância do uso de EPI para operador de empilhadeira

Agora que você já sabe quais os principais EPIs, trouxemos algumas vantagens que o seu uso traz à vida e ao trabalho dos profissionais da empresa. Confira abaixo!

Prevenção de doenças ocupacionais

Garantir o bem-estar e a saúde do profissional é papel obrigatório de qualquer empresa. Ao utilizar os EPIs corretos e com a devida frequência, os riscos de doenças ocupacionais são reduzidos drasticamente. No caso de operadores de empilhadeiras, problemas como surdez, redução na capacidade de visão e estresse são alguns dos casos práticos que podem ser evitados e minimizados com o devido uso dos equipamentos de segurança.

Redução de casos de afastamentos

Tanto as doenças ocupacionais como os acidentes, por menores que sejam, já são suficientes para afastar um funcionário de sua função. Ainda que temporariamente, perder o profissional significa custos, impacto na produtividade e até prejuízos.

Portanto, mantenha em dia a lista de EPI para operador de empilhadeira em sua empresa e sempre realize a inspeção de seu uso.

Aumenta a qualidade de vida do profissional

Investir na qualidade de vida do funcionário aumenta a produtividade do negócio e essa estratégia pode ter início em simples práticas de segurança e bem-estar. Ou seja, garantindo os equipamentos adequados, um ambiente propício e informações de conscientização, já é possível melhorar as condições de trabalho e a qualidade das atividades realizadas, o que, consequentemente, se estende ao bem-estar e saúde da pessoa.

Prevenção de acidentes graves e baixas

Muito além da produtividade e de números que o bom uso do EPI pode proporcionar ao negócio, é fundamental levar em consideração que, em primeiro lugar, a empresa deve prezar pela vida daquela pessoa.

O bom uso do EPI para operador de empilhadeira garante muito mais segurança e ajuda a minimizar e até evitar os impactos de um possível acidente que, por sua vez, pode vir a acarretar a incapacitação ou, até mesmo, na morte do funcionário.

Sendo assim, muito além de questão de obrigatoriedade, o uso do EPI é fator indiscutível para a preservação da vida do funcionário.

Confira alguns pontos importantes para a segurança do ambiente com empilhadeiras

A seguir, destacamos alguns fatores e aspectos fundamentais que precisam ser levados em consideração em uma planta operacional, no qual circulam empilhadeiras. Confira!

Certificação do profissional

Uma das principais formas de prevenção de acidentes é contar com a experiência dos operadores no manuseio das cargas. Muitas empresas requerem que os motoristas possuam CNH da categoria B para a contratação.

Além disso, a certificação do operador de empilhadeiras não elimina a necessidade de aperfeiçoamento constante. Contratar profissionais com experiência prévia e sem histórico de acidentes é uma medida que pode ajudar a minimizar os riscos de acidente.

Inspeção constante sobre o uso do EPI para operador de empilhadeira

A utilização de Equipamento de Proteção Individual (EPI) é obrigatória tanto para quem opera a empilhadeira quanto para quem circula nas imediações. É responsabilidade da empresa fornecer a proteção a seus funcionários, inclusive sob pena de multa e interdição pelas autoridades competentes.

No entanto, muito além de cumprir as normas e distribuir os EPIs aos colaboradores, cabe a empresa e as suas equipes inspecionarem regularmente o uso correto dos equipamentos e reforçar a importância e obrigatoriedade deles.

Inspeção da empilhadeira

A prevenção de acidentes deve fazer parte do cotidiano de quem opera uma empilhadeira. Por isso, antes de colocar o equipamento em funcionamento é preciso checar o estado dos pneus, se há vazamento de óleo e o funcionamento das luzes e faróis.

A verificação das travas do garfo para não derrubar a carga é indispensável. Também é imprescindível o teste dos freios e da embreagem. Caso exista qualquer tipo de irregularidade, deve-se comunicar ao superior responsável e a utilização da máquina deve ser suspensa.

Obediência às regras de segurança

A área de segurança do trabalho é responsável por criar medidas protetivas para todos os ambientes da empresa. Também é sua função garantir que as normas de proteção ao trabalho estão sendo observados por todos os funcionários.

Para disseminar as práticas, é fundamental a realização de treinamentos constantes e fiscalizações periódicas, para controlar a adesão e obediência às normas.

Manutenção do maquinário

A empilhadeira é um recurso importante na logística e a interrupção de suas atividades pode ser prejudicial à empresa. Para garantir que o maquinário permaneça em boas condições de uso, é necessário realizar manutenções frequentes.

Uma empilhadeira danificada pode gerar altos custos de reparo e paralisará a produção. Caso seja necessário substituí-la, o valor gasto pode ser altíssimo. Por isso, a manutenção periódica é essencial.

Cuidado na operação

A empilhadeira circulará em áreas frequentadas por outros profissionais e é dever do operador observar as regras de segurança para a proteção de todos. Ele deve ficar atento ao trânsito de pessoas e a objetos próximos do local de operação.

É preciso evitar a circulação de pessoal embaixo dos garfos levantados ou próximo da máquina. Deve-se, também, realizar o manuseio somente de cargas estáveis e bem acondicionadas.

Respeito à capacidade da máquina

A empilhadeira é dotada de garfos e outros dispositivos de sustentação de carga. Tem a capacidade de deslocamento de materiais tanto no sentido horizontal quanto vertical. Por essa razão, não se deve transportar cargas mais altas que o protetor, para evitar risco de quedas.

É preciso centralizar a carga nos garfos, para não provocar o tombamento da carga ou da própria máquina, o que poderia causar, além de prejuízos, a lesão de outras pessoas e, até mesmo, a morte de algum trabalhador.

Saiba também sobre a importância do SESMT na empresa

O SESMT, ou Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, é uma avaliação feita por profissionais da área de saúde com o intuito principal de analisar as condições das atividades e orientar os profissionais e a empresa a protegerem a integridade física e garantir práticas mais seguras para as funções.

Na prática, o SESMT checa o ambiente de trabalho, assim como as atividades exercidas pelos operadores, orientando e promovendo ações para neutralizar ou minimizar os riscos de acidentes naquele ambiente.

Normalmente, compõem o SESMT os seguintes profissionais:

  • engenheiro de segurança do trabalho;
  • médico do trabalho;
  • enfermeiros e auxiliares;
  • técnicos em segurança do trabalho.

Em resumo, essas são as dicas e informações para garantir mais segurança e bem-estar em sua planta operacional, com destaque para operações que demandam o uso de maquinários e veículos próprios. Como se sabe, esse tipo de função requer muita atenção e cuidado, já que se trata de um maquinário em constante movimentação e dependente de um ser humano para operá-lo.

Sendo assim, é necessário dominar os principais tipos de EPI para operador de empilhadeira, assim como as dicas e práticas destacadas sobre o seu bom uso. Desta forma, é possível usufruir das vantagens que ele traz e proporcionar um ambiente totalmente seguro e com menores riscos.

Gostou do post? Restou alguma dúvida ou tem alguma sugestão a deixar sobre esse assunto tão importante? Então, compartilhe conosco, deixando o seu comentário abaixo!

Compartilhe:

Nossos
CLIENTES

Nossas unidades

Temos unidades em 4 Estados

RIO GRANDE DO SUL

Berto Círio, 158,
São Luis - Canoas/RS

(51) 3785-4944

SANTA CATARINA

Rodovia José Carlos Daux,
4150 Florianópolis/SC

(48) 4042-2779

PARANÁ

Av. Cândido de Abreu, 776
Curitiba/PR

(41) 4042-3009

SÃO PAULO

Rua Sgt Alcides Oliveira, 549
São Paulo/SP

(11) 3230-6774