• RIO GRANDE DO SUL
    (51) 3785-4944
  • SANTA CATARINA
    (48) 4042-2779
  • PARANÁ
    (41) 4042-3009
  • SÃO PAULO
    (11) 3042-3949
  • (51) 98189-0833
BLOG

ENTREGA E ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM TODO BRASIL.
CONDIÇÕES ESPECIAIS NO TELE-VENDAS

Quais são os indicadores de performance da frota de empilhadeira?

18 de outubro de 2017
Gestão de Frotas

Empenhadas em otimizar seus processos, empresas do varejo estão investindo cada vez mais em logística. Contudo, não basta investir no sistema de entrega, na gestão do estoque e no manejo das mercadorias se não houver um acompanhamento constante dos indicadores de performance da frota de empilhadeiras.

Se você tem dúvidas sobre o que isso significa, não se preocupe. Neste artigo, vamos tratar sobre a importância desses indicadores, te mostrar quais são os mais interessantes para você ter em mente e checar com frequência, além de te ajudar a entender como calculá-los para o seu negócio. Confira!

Importância dos indicadores de performance

Quando há o desejo de melhorar a gestão e o funcionamento de uma frota de empilhadeiras, é preciso encontrar formas de medir o desempenho para saber se as ações estão favorecendo ou prejudicando a performance das máquinas e de seus operadores.

Nesse sentido, uma das práticas mais recomendadas para as empresas que exercem atividades de logística é a definição e acompanhamento de indicadores-chave de desempenho, também conhecidos como KPIs (Key Performance Indicators) — ou, simplesmente, indicadores de performance.

Eles consistem em métricas selecionadas de acordo com os objetivos da operação ou do negócio para mensurar o seu progresso. No caso da avaliação de performance da frota de empilhadeiras, o que é preciso levar em conta está relacionado, principalmente, à operação e à manutenção das máquinas.

Ao monitorar esses dados em cada um desses equipamentos, você terá uma perspectiva mais abrangente sobre as condições da sua frota. Você saberá qual a capacidade máxima de trabalho, quais máquinas estão funcionando bem e quais delas precisam de mais atenção. Além disso, saberá qual a dificuldade de manutenção das empilhadeiras, quais serão os impactos em caso de falhas e muitas outras informações.

Principais indicadores de performance da frota de empilhadeiras

Agora que você já sabe o que são os indicadores de performance e qual a importância que eles têm para a rotina da sua empresa, confira quais são os principais para a sua frota de empilhadeiras.

MTBF (Mean Time Between Failures)

O MTBF — ou tempo médio entre falhas, em português — representa a média de tempo em que se espera que ocorra uma falha na máquina. Isso significa que, quanto maior for esse indicador, mais confiável será o equipamento.

Suponha que, em um dia de trabalho, uma empilhadeira dure 10 horas, o que equivale a 600 minutos. Ao longo desse período, ela apresentou uma falha que a deixou parada por 35 minutos e um outro problema que interrompeu seu funcionamento durante 45 minutos.

Ou seja, em um período de 600 minutos, a máquina ficou parada durante 80 minutos — a soma entre 35 e 45 —, o que resultou em um tempo total em operação de 520 minutos no período.

Para calcular o MTBF, basta que você divida o tempo total em operação no período pela quantidade de falhas ocorridas. Logo, no exemplo acima, o MTBF seria de 260 minutos.

Isso quer dizer que, em média, a máquina ficará em operação durante 260 minutos até apresentar uma falha novamente.

MTTR (Mean Time To Repair)

O MTTR — tempo médio para o reparo — é um indicador que demonstra quanto tempo é necessário, em média, para que o reparo de um equipamento seja realizado. Nesse caso, a manutenibilidade da máquina é medida, o que quer dizer que quanto menor for esse indicador, mais rápida será a manutenção dela.

Seguindo o mesmo exemplo da empilhadeira que teve dois períodos de falha com 35 e 45 minutos de duração durante um dia de operação, o tempo em que ela ficou parada devido a falhas totalizou 80 minutos.

Sendo assim, chegamos ao valor do MTTR com o tempo total com a máquina parada devido a falhas dividido pela quantidade de falhas. No caso do exemplo, o cálculo fica em 40 minutos

Com isso, é possível concluir que se ocorrer uma falha com a empilhadeira, provavelmente levará cerca de 40 minutos para que ela seja reparada e volte a funcionar.

A (Availability)

O indicador A — uma versão encurtada de availability, ou disponibilidade em português — tem o objetivo de representar, por meio de uma porcentagem, o quanto uma máquina estará disponível durante seu período de operação.

O cálculo do A precisa dos valores de MTBF e MTTR, em que A = [MTBF / (MTBF + MTTR)] x 100. Utilizando novamente o exemplo da empilhadeira, ficaria assim: A = [260 / (260 + 40)] x 100 = 0,866 x 100 = 86,6%.

Isso quer dizer que a máquina estará em operação durante 86,6% do seu tempo de trabalho no período, mas ainda existe uma outra forma de calcular a disponibilidade, onde A = [tempo em operação / (tempo em operação + tempo em reparo)] x 100. Mais uma vez utilizando o nosso exemplo, o resultado seria 86,6%.

Repare que essa porcentagem será maior quanto menor for o tempo de reparo da máquina. Portanto, vale a pena investir na compra de novas máquinas se a sua frota já for muito antiga e também não deixar de fazer a manutenção preventiva nas suas empilhadeiras para minimizar as falhas.

MP e MPd

Esses dois indicadores ajudam a verificar se o plano de manutenção preventiva (MP) e o plano de manutenção preditiva (MPd) estão sendo cumpridos ou não. Ambos têm o valor na forma de porcentagem e, para o funcionamento esperado da frota, o ideal é que estejam em 100%.

A forma para calcular o MP é baseado nas ações cumpridas do plano de manutenção preventiva divididas pelas ações agendadas do plano de manutenção preventiva e, por fim, multiplicado por 100.

Já o cálculo do MPd é baseado nas ações cumpridas do plano de manutenção preditiva divididas pelas ações agendadas do plano de manutenção preditiva e multiplicado por 100.

Como você pode ver, existem alguns indicadores de performance essenciais com os quais você pode avaliar o desempenho da sua frota de empilhadeiras. Por meio de um acompanhamento frequente, você identificará problemas com mais facilidade, tomará decisões mais rápidas e acertadas para otimizar a logística e, certamente, conseguirá administrar melhor a sua operação.

Gostou deste artigo? Notou como os indicadores de desempenho são aliados importantes para a gestão de sucesso de uma atividade de logística? Então, agora, continue se informando e não deixe de conferir o nosso post com 7 dicas de segurança em empilhadeiras.

Compartilhe:

Nossos
CLIENTES

Entre em contato, tire suas dúvidas!