• RIO GRANDE DO SUL
    (51) 3785-4944
  • SANTA CATARINA
    (48) 4042-2779
  • PARANÁ
    (41) 4042-3009
  • SÃO PAULO
    (11) 3042-3949
  • (51) 98189-0833
BLOG

ENTREGA E ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM TODO BRASIL.
CONDIÇÕES ESPECIAIS NO TELE-VENDAS

Conheça 4 diferenças entre logística e supply chain

25 de junho de 2018
Baterias tracionárias

É comum confundir a logística e o supply chain, já que ambos têm a ver com a gestão de modelos de negócios. A diferença mais importante é que a logística é apenas parte da cadeia de suprimentos.

A melhor maneira de entender é apresentando um exemplo: se a sua empresa é dedicada à indústria da moda, o supply chain inclui a compra de lã e outras fibras que são usadas como matéria-prima, além do design de roupas, máquinas de tecelagem, caixas para transportá-las, empilhadeira para transportar as caixas, veículo de entrega, energia utilizada em todo o processo etc. 

De todas essas atividades, diferenciamos aquelas correspondentes à logística: transporte, armazenamento e preparação de pedidos.

Para ficar ainda mais claro, apresentaremos alguns pontos de diferença entre a logística e o supply chain. Acompanhe!

1. A abrangência: intraempresarial e interempresarial

A logística, basicamente, se concentra no intraempresarial, ou seja, integração de processos dentro da empresa. Ela se direciona à movimentação dos produtos de um ponto a outro e gerencia o fluxo de informações sobre esse deslocamento. Foca no controle de estoques e, também, na redução de custos.

Já o supply chain é interempresarial, o que significa que a gestão não se limita às atividades dentro da organização, mas que existe um trabalho entre empresas. Consiste no planejamento das atividades envolvidas na busca, aquisição e transformação dos produtos — sejam relacionados a fornecedores, intermediários, funcionários ou clientes.

2. Os objetivos da logística e do supply chain

O objetivo principal da logística é colocar os produtos certos no lugar certo, cumprindo o tempo esperado e os padrões da organização. Ou seja, as entregas devem estar no prazo estabelecido e nas condições acordadas. A meta final é encurtar o tempo e a distância que existe entre o produto e o consumidor.

Em relação ao supply chain, seu principal objetivo é fornecer ao consumidor final produtos de acordo com suas expectativas. Além disso, o trabalho busca criar processos específicos para cada produto, atendendo às suas necessidades específicas.

3. Os processos envolvidos em cada atividade

No que tange aos processos, a logística planeja, executa e controla aqueles referentes aos produtos que serão entregues aos clientes. Somado a isso, gerencia o transporte, armazenamento, pedidos, acompanhamento de estoque e previsão de oferta e demanda.

Já o supply chain é muito mais abrangente. Primeiro, é feita uma análise avaliativa do produto a ser distribuído. Então, a matéria-prima é obtida para, em seguida, dar início ao processo de fabricação e/ou planejamento de armazenamento. Mais tarde, a distribuição é realizada. O processo do supply chain termina quando o produto chega ao consumidor final.

4. Os aspectos de controle geral

Para finalizar, de uma maneira geral, o gestor logístico é responsável por:

  • controlar a eficiência do meio de transporte pelo qual a mercadoria será entregue;
  • garantir que o armazenamento seja eficiente e adequado;
  • coordenar todas as operações de preparação de pedidos.

Já o supply chain tem domínio sobre a:

  • produção (busca, aquisição e transformação de produtos);
  • distribuição (fornece e regula as operações de fabricação, distribuição, marketing, design e vendas);
  • entrega ao distribuidor ou cliente.

Em suma, fica claro que a logística e o supply chain não são a mesma coisa, mas que a primeira é primordial para o segundo. No que tange ao relacionamento com o cliente, o supply chain tem um trabalho muito mais intensivo, pois cuida de todo o ciclo, desde a fabricação até o marketing dos produtos. Porém, ter sinergia é essencial para que o consumidor final seja atendido em menor tempo e com a máxima eficiência.

Agora que você já entendeu a diferença entre as duas atividades, que tal saber quais investimentos em logística são essenciais para o seu negócio?

Compartilhe:

Nossos
CLIENTES

Entre em contato, tire suas dúvidas!