• RIO GRANDE DO SUL
    (51) 3785-4944
  • SANTA CATARINA
    (48) 4042-2779
  • PARANÁ
    (41) 4042-3009
  • SÃO PAULO
    (11) 3042-3949
  • (51) 98189-0833
BLOG

ENTREGA E ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM TODO BRASIL.
CONDIÇÕES ESPECIAIS NO TELE-VENDAS

Quais as consequências do uso incorreto de empilhadeiras

21 de maio de 2018
Gestão de Frotas

As suas empilhadeiras estão apresentando maior desgaste nas peças do que o esperado? Ocorreu algum acidente que lhe deixou preocupado com a forma como os operadores estão usando esse equipamento? O uso incorreto de empilhadeiras em armazéns e depósitos pode gerar uma série de consequências negativas para o seu negócio e, por isso, deve ser acompanhado e evitado de maneira eficaz.

Entenda agora quais são as principais atitudes que indicam erros na manipulação desse equipamento por parte dos operadores, quais as consequências dessa má utilização e como combatê-la na sua empresa!

O que é considerado como uso incorreto de empilhadeiras?

Existe uma maneira ideal e adequada de operar empilhadeiras. Essas normas protegem a integridade física dos seus colaboradores, assim como mantém a boa conservação desse equipamento.

Porém, mesmo com o treinamento adequado, muitos operadores podem acabar não seguindo essas regras e utilizar as empilhadeiras de maneira indevida. Isso inclui a direção com velocidade acima da estipulada, realizar manobras arriscadas, negligência da operação ou vícios de direção.

Além disso, atitudes como transitar com a carga elevada, dar carona, manter a empilhadeira ligada quando não está sendo utilizada, estacionar de maneira inadequada e realizar brincadeiras com o equipamentos também demonstram o uso incorreto de empilhadeiras.

Tudo isso pode gerar sérios prejuízos, tanto financeiros quanto de pessoal, para a sua empresa. Entenda agora quais são essas consequências.

Quais são os problemas gerados pelo uso incorreto de empilhadeiras?

Pneus gastos

A direção inadequada das empilhadeiras pode ocasionar gasto excessivamente rápido dos pneus. Com isso, o equipamento perde a aderência, o que pode levar à dificuldade na realização de curvas e manobras, podendo gerar, inclusive, explosões.

Agora, para entender as consequências desse problema, imagine que o pneu exploda enquanto o operador eleva a carga a 6 metros de altura. Isso pode gerar consequências gravíssimas para os seus funcionários.

Desgaste dos garfos

O uso incorreto de empilhadeiras pode gerar fissuras, desalinhamentos e problemas na trava dos garfos do seu equipamento. Operar com garfos empenados pode danificar a carga ou até mesmo o piso no qual o equipamento opera.

Além disso, defeitos na trava podem fazer com que eles soltem durante a elevação dos produtos, danificando a carga e colocando a vida dos seus colaboradores em risco.

Falha na transmissão

O uso incorreto de empilhadeiras também pode ocasionar falhas na transmissão, ou seja, problemas no pacote da transmissão e no conversor de torque. Isso pode acontecer quando os seus operadores empurram a carga em vez de carregá-la de maneira correta.

Essa prática danifica muito o sistema de transmissão da empilhadeira. Quando isso acontece, a empilhadeira vai ficando gradativamente mais lenta, até não ter mais força para sair do lugar, principalmente em ambientes inclinados.

Com isso, é necessário que você realize a troca de peças ou até mesmo substitua o equipamento por outro. Dessa forma, você tem grandes gastos financeiros que, com o uso adequado, poderiam ser evitados.

Colisão

Manobras inadequadas e sinalização precária podem ocasionar a colisão das empilhadeiras, tanto com outras máquinas quanto com prateleiras e produtos do seu depósito.

Além de danificar o equipamento e os seus materiais armazenados, pode gerar queda de produtos nos colaboradores, colocando em risco a segurança da equipe.

Como evitar o uso incorreto de empilhadeiras?

Para evitar o uso incorreto das empilhadeiras na sua empresa é preciso tomar uma série de medidas estratégicas relacionadas, principalmente, aos seus colaboradores.

Em primeiro lugar, é essencial que você invista no treinamento e capacitação desses funcionários para a boa utilização da empilhadeira. Esse treinamento deve ser renovado periodicamente, de preferência uma vez a cada ano.

Criar um checklist diário para verificação das condições do equipamento antes do uso também é uma das soluções indicadas. Com isso, os seus operadores conseguem diagnosticar problemas antes que eles gerem acidentes reais no seu ambiente de trabalho.

Nesse checklist você pode incluir a verificação dos equipamentos de sinalização, dos freios, análise das condições dos pneus, entre outros elementos. Além disso, você pode investir em equipamentos de segurança e sinalização para as suas máquinas e ambiente do armazém.

Blue Points, Red Zone, câmera de ré e sinalizador de ré são alguns exemplos desse tipo de acessório. Com isso, você diminui a probabilidade de que os seus colaboradores utilizem a máquina de maneira indevida e auxilia na prevenção de acidentes de trabalho na sua empresa.

Por fim, uma ação extremamente eficaz no combate a acidentes e uso incorreto de empilhadeiras é manter a manutenção dos equipamentos em dia. Entenda agora mesmo o porquê!

Por que investir na manutenção preventiva?

A manutenção preventiva de empilhadeiras pode evitar acidentes e o desgaste prematuro do seu equipamento. Essa atitude inclui alguns processos:

  • lubrificação de todas as articulações e coluna da torre para evitar a troca de buchas, pinos e rolamentos;

  • troca do lubrificante da transmissão, evitando o acúmulo de resíduos de metal que desgastam as engrenagens;

  • ajuste do freio, com o intuito de evitar acidentes devido à falha desse mecanismo;

  • aperto das conexões hidráulicas para evitar problemas como o vazamento de óleo no meio da operação;

  • limpeza dos motores, retirando a sujeira acumulada;

  • substituição do filtro do sistema hidráulico, evitando a contaminação dos lubrificantes;

  • monitoramento do desgaste das rodas para identificar o momento correto da troca;

  • manutenção da bateria tracionária, peça que equivale a 40% do custo da empilhadeira.

Com esses e outros processos você é capaz de identificar falhas com antecedência e manter a troca de peças em dia. Dessa forma, você aumenta a vida útil da sua empilhadeira, evitando que a máquina fique parada e diminuindo os seus gastos com troca e substituição de equipamentos.

Além disso, evita que os seus colaboradores utilizem um equipamento que está próximo a dar defeito. Isso é uma atitude essencial para garantir a integridade física da sua equipe durante o trabalho dentro da sua empresa.

Portanto, evitar o uso incorreto de empilhadeiras é uma necessidade de qualquer empresa que conta com esse tipo de equipamento. Assim, você garante a segurança dos seus colaboradores e diminui os custos com manutenção e substituição de máquinas antes do que foi previsto.

E não deixe de assinar agora mesmo a nossa newsletter e, com isso, se manter informado de todas as atualizações do nosso blog. Até mais!

Compartilhe:

Nossos
CLIENTES

Entre em contato, tire suas dúvidas!