• RIO GRANDE DO SUL
    (51) 3785-4944
  • SANTA CATARINA
    (48) 4042-2779
  • PARANÁ
    (41) 4042-3009
  • SÃO PAULO
    (11) 3042-3949
  • (51) 98189-0833
BLOG

ENTREGA E ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM TODO BRASIL.
CONDIÇÕES ESPECIAIS NO TELE-VENDAS

Manutenção de transpaleteiras: tenha um conhecimento avançado sobre o assunto!

25 de setembro de 2019
Gestão de Frotas

As transpaleteiras são equipamentos fundamentais no setor de logística de qualquer empresa. São máquinas capazes de otimizar a movimentação de cargas em seus armazéns, permitindo um maior sucesso nesse tipo de operação.

As transpaleteiras podem ser um diferencial para seu negócio nesse quesito — fácil operação, fácil movimentação e robustas, facilitam nos processos internos e podem trazer ótimos resultados. Porém, para isso, precisam funcionar com o máximo de eficiência.

Para que esse objetivo seja atingido, é fundamental realizar uma manutenção de transpaleteiras que seja eficiente. Continue lendo e saiba mais sobre o tema.

O que são transpaleteiras?

As transpaleteiras, também conhecidas como paleteiras, são equipamentos utilizados no setor logístico, seja dentro ou fora de galpões e armazéns, cujo objetivo é movimentar cargas pesadas no local, normalmente em movimentação horizontal.

Elas normalmente são no formato de um “garfo”, contendo rodas duplas em cada um dos lados. Isso serve para facilitar o transporte de cargas e, também, torna a ação ergonômica para o operador.

A carga deve ser devidamente posicionada em cima dos garfos. Seu objetivo é levantar os itens sem exigir um grande esforço físico por parte do operador. E, para isso, o formato em garfo é fundamental. Além disso, essa estrutura é responsável por oferecer uma maior segurança durante a realização das atividades.

As transpaleteiras possuem uma elevada potência, sendo um dos principais equipamentos a serem utilizados no ambiente de galpões e armazéns. Em média, elas conseguem suportar até 2500 kg.

Quais são os tipos de transpaleteiras?

É importante identificar quais são os tipos de transpaleteiras mais utilizados no mercado, para escolher qual deles é o mais recomendado para seu tipo de negócio e sua demanda interna. Conheça e saiba mais sobre as principais diferenças entre elas.

Transpaleteira manual

Seu funcionamento é realizado por meio de uma bomba hidráulica para a realização da operação de levantar as cargas. No caso, o operador precisa bombear a hidráulica da transpaleteira, realizando movimentos para cima e para baixo, de forma a fazer com que a carga seja erguida acima dos garfos.

A partir do momento em que os itens que devem ser transportados estão elevados, é só realizar o deslocamento pelo armazém, a fim de conduzir a mercadoria até o local desejado. Para fazer com que o equipamento desça, basta fazer uso de uma alavanca que, normalmente, se encontra na parte lateral do maquinário.

Normalmente suporta um peso menor do que o outro modelo (transpaleteira elétrica), com uma média de 2500 kg (o modelo elétrico tende a ser de 3000 kg o peso máximo suportado).

Transpaleteira elétrica

A transpaleteira elétrica tem como diferencial a utilização de uma fonte externa para seu funcionamento, ou seja, uma bateria é aplicada para gerar energia elétrica para a realização da operação.

Sua vantagem é que, para a realização das funções, basta apenas apertar alguns botões, o que facilita sua manipulação nas rotinas internas no armazém. Ela também permite um uso mais ergonômico, de forma que o operador pode operá-lo tanto dentro da transpaleteira quanto ao seu lado.

O que fazer com relação à manutenção de transpaleteiras?

Um equipamento tão útil para as rotinas internas logísticas precisa ter os cuidados necessários para garantir que terá uma maior vida útil, sem problemas que possam comprometer seu uso no dia a dia.

Afinal, o setor logístico é um dos mais estratégicos para as organizações, de forma que suas operações precisam ser feitas com o máximo de excelência e sem atrasos. Caso contrário, poderá acarretar problemas para o cliente final.

Alguns cuidados precisam ser tomados para esse fim. Caso contrário, você não conseguirá extrair todo o potencial do equipamento e poderá perder em questão dos resultados desejados para o setor logístico.

Um primeiro ponto fundamental, não só para aumentar a vida útil da transpaleteira, mas de todo e qualquer equipamento utilizado nesse setor, é a realização de inspeções preventivas diárias.

Antes de começar o turno de trabalho, é fundamental que um funcionário, especializado em manutenções de equipamento, verifique as condições das transpaleteiras, checando se há necessidade de pequenos reparos ou, ainda, se é preciso restringir o uso devido a problemas mais sérios.

Deve-se, também, utilizar sempre peças originais ou de boa qualidade para a realização dos reparos, quando necessário. Assim, serão necessárias menos intervenções a longo prazo, mantendo uma vida útil maior.

O uso do equipamento no dia a dia deve ser feito com cuidados e de acordo com as especificações do fabricante. Por exemplo, se a indicação for colocar peso máximo de 2500 kg, não ultrapasse esse valor, ou o desgaste do maquinário poderá ser maior.

Qual é a importância de realizar a manutenção da transpaleteira?

A manutenção é fundamental para conseguir manter a vida útil do equipamento, tal como falamos acima. Por meio dela, é possível obter o máximo de eficiência do equipamento e evitar perdas de maquinário por defeitos irreversíveis.

Quando trabalhamos com equipamentos pesados, que operam intensamente com transporte de cargas, é normal que eles tenham um alto desgaste ao longo do tempo. O papel da manutenção, principalmente a preventiva, é garantir os reparos necessários antes de um estrago ou uma quebra. Com isso, pode-se explorar melhor o aproveitamento das transpaleteiras ao longo da jornada de trabalho.

Além disso, podemos colocar como algumas das vantagens desse tipo de procedimento:

  • segurança nas operações;
  • confiabilidade nos níveis de serviço;
  • qualidade na execução dos serviços;
  • redução nos custos de operação;
  • aumento do tempo de vida dos equipamentos;
  • redução dos acidentes de trabalho envolvendo problemas com as transpaleteiras, entre outros.

A realização das manutenções preventivas, de forma periódica, é fundamental para uma estratégia de redução de custos nesse aspecto. Outra forma de obter essa redução é por meio de empresas especializadas nesse tipo de operação.

Por meio dessas empresas, é possível utilizar peças de qualidade, originais, que permitirão um maior cuidado com seus equipamentos, realizando o acompanhamento necessário e reduzindo as chances de erro nesse tipo de operação.

Assim, é fundamental escolher uma empresa especializada em manutenção de transpaleteiras e equipamentos logísticos em seu negócio. Para isso, conheça o trabalho da Movimak.

Temos 10 anos de atuação nesse setor e trabalhamos para a manutenção preventiva e de reparação de diversos equipamentos, como paleteiras, empilhadeiras, entre outros.

Entre em contato e saiba mais sobre nossos serviços!

Compartilhe:

Nossos
CLIENTES

Nossas unidades

Temos unidades em 4 Estados

RIO GRANDE DO SUL

Berto Círio, 158,
São Luis - Canoas/RS

(51) 3785-4944

SANTA CATARINA

Rodovia José Carlos Daux,
4150 Florianópolis/SC

(48) 4042-2779

PARANÁ

Av. Cândido de Abreu, 776
Curitiba/PR

(41) 4042-3009

SÃO PAULO

Rua Sgt Alcides Oliveira, 549
São Paulo/SP

(11) 3230-6774