• RIO GRANDE DO SUL
    (51) 3785-4944
  • SANTA CATARINA
    (48) 4042-2779
  • PARANÁ
    (41) 4042-3009
  • SÃO PAULO
    (11) 3042-3949
  • (51) 98189-0833
BLOG

ENTREGA E ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM TODO BRASIL.
CONDIÇÕES ESPECIAIS NO TELE-VENDAS

Logística colaborativa: entenda o que é e quais as suas vantagens

19 de fevereiro de 2019
Gestão em logística

A logística colaborativa acontece quando duas ou mais empresas firmam uma parceria para otimizar as operações relacionadas à logística por meio do compartilhamento de equipamentos, armazéns, veículos, informações, entre outros.

O objetivo é reduzir os custos e superar situações corriqueiras comuns a todos os participantes do grupo. Com isso, as marcas conseguem crescer e manter a competitividade em alta no mercado, entregando um serviço de qualidade para os clientes.

Para que você conheça de vez a logística colaborativa, neste artigo, apresentaremos as vantagens da estratégia e como você pode implementá-la na sua empresa. Continue lendo e confira!

Quais as vantagens da logística colaborativa?

Para entender melhor a importância da logística colaborativa, confira suas principais vantagens!

Redução de custos no armazenamento e no transporte

Uma das principais características da logística colaborativa é o compartilhamento de armazéns. A prática consiste na divisão do espaço dos galpões para duas ou mais empresas realizarem suas atividades.

Com isso, todos os envolvidos passam a arcar com as despesas do local igualmente ou de uma forma benéfica para o grupo. Entre as obrigações que podem ser compartilhadas, estão:

  • aluguel;
  • limpeza;
  • segurança;
  • taxas de água, luz e outros serviços básicos;
  • manutenção do piso.

Assim, todos conseguem trabalhar em um local com boa infraestrutura, mas investindo um valor bem abaixo do normal.

Redução com o transporte

A manutenção da frota de veículos é uma das atividades mais onerosas dentro da logística. Com os caminhões sendo utilizados constantemente, as empresas acabam despendendo altos valores para mantê-los funcionando corretamente.

Na logística colaborativa, esse gasto não é apenas amenizado, como também os caminhões passam a ser mais bem aproveitados. Por exemplo: ao criar a parceria com outras transportadoras, fica acordado que os mesmos caminhões que realizam as entregas recolherão as embalagens vazias, em uma estratégia de logística reversa.

Além disso, é possível combinar um rodízio, com cada transportadora colocando seus veículos na rua de maneira alternada. Assim, todos terão suas atividades realizadas, mas sem utilizar os caminhões a exaustão.

Desenvolvimento da inteligência logística

Basicamente, inteligência logística é o conjunto de habilidades demonstrado por uma empresa perante os resultados de uma coleta, análise e avaliação de informações referentes ao mercado, clientes e concorrência.

A logística colaborativa favorece completamente ao aumento de uma gestão mais perspicaz, pois ela incentiva o compartilhamento de informações pertinentes sobre o setor, bem como de práticas relevantes de outras marcas.

A troca de estratégias e experiências favorece o desenvolvimento de soluções para dificuldades comuns do segmento, sendo um ponto interessante para os investidores participantes do grupo.

Incentivo da sustentabilidade logística

A sustentabilidade é um conceito em voga em toda sociedade e no mundo corporativo. E a logística colaborativa é muito importante nesse sentido.

Ao incentivar uma interação coletiva, compartilhamento da força de trabalho e até de equipamentos, a estratégia torna viável a realização de movimentos sustentáveis, como a logística reversa — que tem como principal objetivo impedir que resíduos dos produtos espalhem-se no ambiente.

E, como mencionado anteriormente, se bem implementada, a logística colaborativa diminui o tempo de circulação dos caminhões na rua, tornando o trabalho mais produtivo e menos poluente.

Aumento da eficiência logística

Ao desenvolver o trabalho de forma isolada, uma empresa acaba ficando limitada na hora de executar algumas ações — com o intuito de não gastar seus materiais e equipamentos sem obter um bom retorno do investimento.

Mas com a logística colaborativa esse tipo de situação pode ser contornado. Por exemplo, com novas parcerias, não há necessidade de esperar o caminhão encher por completo para as entregas. São utilizados veículos de outras transportadoras, ou mesmo os caminhões próprios da empresa dividindo a entrega com outras marcas.

Como aplicar a logística colaborativa na sua empresa?

Agora que você já entendeu o conceito e as vantagens da logística colaborativa, saiba como implementá-la na sua empresa. Confira!

Reúna-se com investidores e empresas da mesma área

O primeiro passo para aplicar a logística colaborativa é se reunir com empresas do mesmo setor e de objetivos semelhantes. É interessante que você se aproxime de marcas que tenham um modelo de gestão parecido com o seu, deixando o diálogo mais fácil.

O essencial é entender que, apesar da concorrência natural, a meta é a colaboração mútua, um trabalho coletivo para que todos os empreendimentos cresçam e se mantenham fortes no mercado.

Crie e apresente a sua proposta para o benefício geral. Não há necessidade de um primeiro grande movimento: o compartilhamento de informações relevantes já é uma ótima maneira de iniciar a logística colaborativa.

Compartilhe espaços de armazéns

Como mencionado, o compartilhamento de espaço é uma das características fortes da logística colaborativa. Por isso, antes de iniciar a sua jornada na estratégia, faça uma análise interna e verifique as possibilidades de divisão dos galpões da sua empresa.

Ainda que o seu negócio conte apenas com um armazém, você pode identificar possíveis espaços extras que não estão sendo utilizados — muitas vezes, passam despercebidos por falta de uma melhor organização do local.

Lembre-se: ao ser bem-sucedida com a prática a sua empresa economiza na manutenção e nas taxas tributárias do local.

Implemente a logística reversa na sua empresa

Nesse ponto, você já entendeu que a logística reversa é uma estratégia das empresas que consiste em recolher os resíduos e embalagens vazias para a reciclagem ou o descarte correto.

Ao implementar a logística reversa no seu negócio, você a apresenta como uma grande possibilidade para a logística colaborativa junto às outras marcas. A partir de um trabalho coletivo, os veículos que saírem para entrega podem voltar cumprindo a etapa de recolhimento de resíduos.

Isso diminui a ociosidade dos veículos e incentiva a execução de uma estratégia determinada por Lei para muitos empreendimentos.

Embora não seja uma novidade, a logística colaborativa ainda é uma estratégia pouco explorada no Brasil. Em uma época em que o mercado trabalha com uma política de contenção de custos e uma maior exigência de qualidade nos serviços, práticas assim podem ser a solução para muitas empresas. Então, analise as informações apresentadas e comece a diminuir os gastos e impulsionar o rendimento do seu negócio.

Achou o artigo interessante? Então, que tal agora conferir o nosso texto sobre os impactos da logística 4.0 na sua empresa?

Compartilhe:

Nossos
CLIENTES

Entre em contato, tire suas dúvidas!