• RIO GRANDE DO SUL
    (51) 3785-4944
  • SANTA CATARINA
    (48) 4042-2779
  • PARANÁ
    (41) 4042-3009
  • SÃO PAULO
    (11) 3042-3949
  • (51) 98189-0833
BLOG

ENTREGA E ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM TODO BRASIL.
CONDIÇÕES ESPECIAIS NO TELE-VENDAS

Transpalete elétrico: tudo o que você precisa saber

25 de setembro de 2019
Gestão de Frotas

O uso de equipamentos de transporte de cargas é fundamental para um bom trabalho de logística. E escolher o maquinário certo para cada situação é fundamental, a fim de que se utilize aqueles que ofereçam o melhor custo-benefício para o negócio.

Em determinadas situações, será a empilhadeira a melhor opção para a realização das atividades (como movimentação vertical). Em outras, será o transpalete a melhor escolha. E a opção do transpalete elétrico pode ser bem mais vantajosa para seu negócio.

Conhece esse equipamento? Então continue lendo e saiba tudo que você precisa sobre esse maquinário fundamental para a condução de cargas dentro do seu armazém.

O que é um transpalete elétrico?

O transpalete, também conhecido como paleteira, é um instrumento de transporte utilizado tanto dentro dos armazéns quanto fora deles, com a ideia de levantar e movimentar cargas pesadas de um ponto a outro.

É um maquinário que é composto de uma ferramenta que tem um formato semelhante a um garfo, com rodas duplas em cada lado. Assim, não é necessário que o condutor despenda muito esforço para a realização de suas atividades.

As cargas são posicionadas em cima dos garfos. Quanto mais larga for essa ferramenta, mais potente será o equipamento e, consequentemente, conseguirá suportar uma maior carga para transporte.

Ele é bastante útil para o setor de logística e transporte de cargas, de forma a possibilitar o manuseio de cargas pesadas do estoque para o caminhão, e vice-versa, bem como a movimentação dos itens dentro do próprio armazém.

Ele também permite essa função com maior segurança para o condutor, de forma a minimizar possíveis lesões geradas pelo peso das cargas ou, até mesmo, acidentes que poderiam ocorrer devido ao tombamento do equipamento.

Algumas das vantagens do uso de um transpalete internamente são:

  • aumento da produtividade;
  • custo menor do que o uso de empilhadeiras;
  • maior agilidade na condução de cargas dentro dos espaços de armazém, estoque ou galpões, independentemente do tipo de piso presente no local;
  • movimentação das mercadorias com menor esforço e em curto espaço de tempo;
  • manuseio mais simplificado, de forma que qualquer funcionário consiga operar o equipamento sem necessidade de uma habilitação especial ou treinamentos;
  • mesma produtividade, mesmo em pisos irregulares, de forma que a condução possa ser mantida mesmo se o piso do armazém não for uniforme;
  • baixo gasto com manutenção.

É importante ressaltar que o equipamento é utilizado apenas para movimentos horizontais, de forma que, para armazéns que realizem alocação vertical, seja necessário arrumar outro equipamento para esse fim. Assim, é fundamental analisar, caso a caso, o que deve ser feito.

Por que utilizar o transpalete elétrico ao invés do manual?

Em primeiro lugar, precisamos compreender as diferenças entre eles. O transpalete manual funciona por meio de uma bomba hidráulica junto a uma máquina de aço básica. Assim, para o seu funcionamento, é preciso que o colaborador bombeie a hidráulica do equipamento com movimentos para cima e para baixo, para levantar a carga acima dos garfos. A partir disso, é só realizar o deslocamento.

Já o transpalete elétrico utiliza uma bateria como alimentação principal. Para isso, ela se torna maior do que um transpalete manual. Porém, a diferença de tamanho é vantajosa. Todos os processos que podem ser realizados são feitos com apenas alguns botões, o que facilita a operação e minimiza o esforço. Além disso, o transpalete elétrico também aguenta uma carga maior (em torno de 3000 kg, enquanto o manual tem capacidade de carga em torno de 2500 kg).

Apesar de o transpalete manual ser a opção mais barata, ela exige um grande esforço por parte do operador, o que pode gerar desgaste e, também, possíveis lesões. Em alguns casos, pode envolver até mesmo a necessidade de um treinamento específico para seu uso. Já o transpalete elético é mais simples e tem um uso mais ergonômico, já que o operador pode utilizá-lo caminhando junto ao equipamento ou a bordo dele.

Quais são os principais usos desse maquinário?

O principal uso do transpalete elétrico é para a movimentação de cargas nos setores logísticos da empresa (armazéns, estoques, galpões e para os veículos de transporte de cargas), quando há a necessidade de transporte de cargas de forma horizontalizada.

Pode ser utilizado em movimentações intermitentes, de longo trajeto, em docas, corredores estreitos, para seleção de pedidos, de forma que é possível adaptar-se a esses diferentes tipos de situações.

Por exemplo, quando há a movimentação de longo prazo, na qual não há grande intensidade, pode-se utilizar o transpalete elétrico com operador a bordo. Já, quando há áreas densas e reduzidas, pode-se optar por operador andando.

Como funciona a manutenção desse equipamento?

Como o equipamento funciona à base de bateria, é fundamental que se verifique continuamente as condições dessa parte, realizando a substituição antes que ela acabe e atrase o trabalho para realizar sua recarga.

Além disso, é fundamental realizar manutenções preventivas, para que não ocorram problemas de perda de funcionalidade e, até mesmo, de estoque devido a acidentes, quedas, entre outros pontos gerados por defeitos do transpalete elétrico.

Assim, é fundamental implementar uma rotina de manutenções periódicas, a fim de minimizar problemas e manter seu maquinário com o máximo de eficiência ao longo do tempo.

Como escolher o melhor para o setor de logística?

Um ponto fundamental é encontrar aquele que possua o melhor custo-benefício para o setor de logística, mesmo que seu custo de aquisição seja maior do que outros modelos.

Outra questão que deve ser considerada é o tipo de mercadoria que será conduzida. Assim, conseguirá escolher o modelo ideal para realizar a compra. Também é necessário considerar a área disponível para a alocação do maquinário, para que ele possa ser devidamente armazenado, evitando avarias à máquina.

Essa escolha é fundamental para realizar um descolamento de carga adequado, para evitar estragos nas peças. Alguns benefícios sentidos diante da escolha certa são:

  • agilidade ao realizar o armazenamento e transporte de cargas;
  • qualidade na execução das tarefas;
  • aumento de produtividade;
  • melhor custo-benefício;
  • aumento na lucratividade do negócio, entre outros.

Assim, é hora de escolher o transpalete elétrico que realmente agregará positivamente para seu negócio. Conheça os nossos equipamentos, entre em contato e tire suas dúvidas sobre o assunto.

Compartilhe:

Nossos
CLIENTES

Nossas unidades

Temos unidades em 4 Estados

RIO GRANDE DO SUL

Berto Círio, 158,
São Luis - Canoas/RS

(51) 3785-4944

SANTA CATARINA

Rodovia José Carlos Daux,
4150 Florianópolis/SC

(48) 4042-2779

PARANÁ

Av. Cândido de Abreu, 776
Curitiba/PR

(41) 4042-3009

SÃO PAULO

Rua Sgt Alcides Oliveira, 549
São Paulo/SP

(11) 3230-6774