• RIO GRANDE DO SUL
    (51) 3785-4944
  • SANTA CATARINA
    (48) 4042-2779
  • PARANÁ
    (41) 4042-3009
  • SÃO PAULO
    (11) 3042-3949
  • (51) 98189-0833
BLOG

ENTREGA E ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM TODO BRASIL.
CONDIÇÕES ESPECIAIS NO TELE-VENDAS

Planejamento de distribuição: entenda como afeta a logística da sua empresa!

27 de agosto de 2019
Logística

Uma gestão completa exige diversos cuidados. Ter um planejamento de distribuição é uma excelente maneira de manter o controle de todo o processo de logística da empresa, evitando possíveis prejuízos e garantindo muito mais previsibilidade para o seu negócio.

Quando o conceito de planejamento de distribuição é bem aplicado, é possível aproveitar vários benefícios, como a conquista de uma rentabilidade muito maior do que a esperada. No entanto, são poucas as empresas que realmente dão a devida atenção a esse detalhe: é comum que muitas ignorem o processo de logística, o que abre espaço para grandes problemas.

Quer aprender o que é um bom planejamento de distribuição e descobrir como aplicá-lo na sua empresa? Continue a leitura!

O que é um planejamento de distribuição?

O planejamento de distribuição é um trabalho de coleta, registro e análise de todas as informações relacionadas ao processo de logística dentro da empresa. Essa tarefa vai ajudá-lo a elaborar as previsões do negócio, com a identificação das necessidades futuras de estoque (baseadas em seu histórico) e a análise dos períodos a serem trabalhados, da sazonalidade e muito mais.

Dessa forma, é possível organizar o processo de logística, garantindo que a demanda das unidades seja atendida sem que haja a necessidade de “correr contra o tempo”. Isso evita a falta de produtos no estoque, excessos e, por consequência, perdas de dinheiro por parte da empresa.

Funcionamento

Para conseguir entender o planejamento de distribuição e aplicá-lo no negócio, é preciso trabalhar por etapas. A primeira delas consiste no levantamento da quantidade de produtos que ainda está disponível no ponto de venda e nos centros de distribuição.

Com base nessas informações, é possível descobrir quantas mercadorias serão enviadas e como será esse processo. Na segunda fase, por sua vez, são analisadas as opções de logística de cada região e criadas ações para conseguir abastecer as lojas sem problemas.

Por último, mas não menos importante, é hora de analisar a capacidade de cada lugar e a disponibilidade dos fornecedores. Em seguida, deve-se criar um plano de ação capaz de fornecer tudo aquilo de que as empresas precisam.

Quais são os benefícios do planejamento de distribuição?

Investir em um planejamento de distribuição é fundamental para evitar alguns problemas e garantir a rentabilidade da empresa. De forma geral, esse processo traz vantagens a todas as partes envolvidas: cliente final, empresa/loja, fornecedores, empresa de logística e armazenagem.

O fornecedor definirá, por exemplo, quantos itens precisam ser entregues aos varejistas com precisão e antecedência. Como resultado, todas as partes têm mais tempo para que se organizem e preparem as entregas, evitando imprevistos.

Redução de riscos

Uma das primeiras grandes vantagens é a redução de riscos. Quando não existe o planejamento de distribuição, é comum enfrentarmos possíveis problemas no dia a dia, uma vez que as entregas são feitas em cima da hora.

Se nos planejarmos, temos essa previsibilidade e evitamos os imprevistos, pois todo o processo acontece com antecedência. Assim, aumentam as chances de sucesso e evita-se a perda de vendas.

Aumento da previsibilidade e do controle de estoque

O controle de estoque é imprescindível para garantir a rentabilidade de uma empresa. Afinal, é necessário estocar os produtos certos para garantir que os consumidores encontrem tudo aquilo de que precisam.

Por isso, se fizermos uma boa gestão de estoque e tivermos um registro do que está disponível ou é vendido, além de quais são as sazonalidades da empresa, teremos mais previsibilidade e trabalharemos para que nada saia do controle.

Prevenção quanto a possíveis prejuízos

Com um bom planejamento de distribuição, é possível reduzir os prejuízos da empresa — que acontecem de várias formas: a primeira delas é pela falta de produtos que possam ser procurados pelos clientes. Se as pessoas vão à sua loja buscar por alguns itens e você não os tem, é possível que perca vendas.

Por outro lado, há também a quantidade excessiva de mercadorias em estoque: caso a sazonalidade e as preferências dos consumidores não sejam acompanhadas, um grande volume de produtos pode acabar entulhado no seu estoque. Sabemos que ter itens parados é sinônimo dinheiro perdido, certo?

Como executar o planejamento de distribuição?

Agora que você entendeu o que é o planejamento de distribuição e quais são seus benefícios, é hora de descobrir como executá-lo da melhor maneira possível. Como dissemos, há uma divisão em etapas, sendo que é preciso entender cada uma delas para conseguir colocá-las em prática do modo correto.

Primeira etapa

A primeira fase consiste no uso de sistemas de gestão que vão permitir controlar a entrada e a saída de materiais no armazém. Caso não sejam adotadas ferramentas automatizadas, é possível realizar uma contagem manual desse inventário.

Assim, você entenderá os níveis de estoque da empresa tanto nos centros de distribuição quanto diretamente nos pontos de venda e detectará se a produção está de acordo com o mercado, por exemplo. Além disso, a análise permite identificar qual é a atual demanda da companhia, como são os números dos pedidos e quais são os índices de entrega.

Segunda etapa

Na segunda etapa, é hora de utilizar as ferramentas de distribuição dos produtos para criar um processo de envio que esteja de acordo com a necessidade de reposição do estoque em cada loja.

Como dissemos, uma das vantagens do sistema de distribuição e logística é justamente entender como andam as demandas da empresa e qual é a sazonalidade de cada loja. Nessa segunda etapa, tais dados são fundamentais.

O planejamento de distribuição deve considerar questões como infraestrutura, recursos e equipamentos para atender aos pedidos das unidades.

Terceira etapa

A terceira etapa finaliza o processo de planejamento de distribuição: trata-se do momento em que são analisados os estoques e as atividades de transporte. Nesse contexto, precisamos considerar as capacidades de abastecimento dos fornecedores, além de programar a produção e a demanda prevista para cada unidade.

Quanto mais informações forem analisadas e organizadas, maiores serão as chances de otimização dos processos da empresa, facilitando o trabalho de todas as partes envolvidas. Como vimos ao longo do conteúdo, o planejamento de distribuição é uma excelente maneira de tornar a empresa muito mais rentável, evitar riscos e aumentar sua lucratividade.

O investimento em logística precisa acontecer em empresas dos mais diversos tamanhos. Para tanto, o ideal é contar com um profissional especializado, que será capaz de analisar e fazer o planejamento de distribuição de forma estratégica e diferenciada.

Quer aprender mais sobre o assunto e transformar a realidade da sua empresa? Então, conheça os principais aspectos da gestão de distribuição logística.

Compartilhe:

Nossos
CLIENTES

Nossas unidades

Temos unidades em 4 Estados

RIO GRANDE DO SUL

Berto Círio, 158,
São Luis - Canoas/RS

(51) 3785-4944

SANTA CATARINA

Rodovia José Carlos Daux,
4150 Florianópolis/SC

(48) 4042-2779

PARANÁ

Av. Cândido de Abreu, 776
Curitiba/PR

(41) 4042-3009

SÃO PAULO

Rua Sgt Alcides Oliveira, 549
São Paulo/SP

(11) 3230-6774